Prefeitura Municipal de Barão-RS
Portal

Prefeitura Municipal de

Barão

Prefeitura Municipal de Barão-RS

Conheça o Município

Histórico de Barão

Barão teve a origem de sua denominação, segundo pesquisas do historiador Rubem Neis, no Barão de Holleben, Luiz Henrique von Holleben, que nasceu na Alemanha. Após se formar em engenharia na Inglaterra, veio ao Brasil e casou com Maria da Luz dos Santos em Curitiba, no Paraná. Em setembro de 1880, o Barão von Holleben acompanhou o engenheiro Carvalho Borges a Conde D?Eu, hoje município de Garibaldi, a fim de, como engenheiro responsável pela construção da rua Buarque de Macedo, dirigir as obras entre Montenegro e Bento Gonçalves.

O Barão estabeleceu residência no ponto mais avançado da colonização alemã entre Salvador do Sul e Carlos Barbosa. Na época, o local era pouco habitado e, devido à referência das pessoas que diziam: ?vou lá no Barão?, o residente emprestou seu nome à localidade, posteriormente distrito de Montenegro e de Salvador do Sul. Pela Lei nº 8.635, Barão se torna Município em 12 de maio de 1988.

O Barão Luiz Henrique von Holleben residiu por dois anos no atual município, transferindo-se depois para a capital Porto Alegre onde, entre 1882 e 1894, dedicou seu trabalho na linha de bondes Ferro Carril.

Existe, porém, uma outra versão que, segundo o historiador Campos Neto, no seu livro ?Montenegro? (página 451), diz que o nome Barão é originário de Francisco Pedro de Abreu, conhecido também como Chico Pedro, o Barão do Jacuí.

A formação do povo baronense iniciou-se com vinda dos imigrantes alemães e italianos. Posteriormente, em menor número, vieram os suíços, franceses e holandeses. As primeiras famílias de imigrantes alemães foram: Mayer, Bäckenbach, Neuhaus, Stein, Schmitz, Koch, Ebeling, Blei, Schäfer, Neukamp e Selbach. As de imigrantes italianos: De Marchi, Biasetti, Dai-Pra, Grando, Basso, Cerutti, Maragnon, Bedini, Cestari, Bassegio, Grespan e Costa. Esses imigrantes alemães e italianos deixaram profundas raízes, influenciando a cultura do povo de Barão com seus hábitos e costumes, sua culinária, suas crenças e fizeram da agricultura sua fonte de renda para manter-se e sobreviver na terra desconhecida.

Barão desenvolveu-se a partir da construção e ao lado dos trilhos da via férrea, que ligava Porto Alegre a Caxias do Sul, entre 1906 e 1911 sendo, em 1º de dezembro de 1909, inaugurada a estação de Barão. Com o decorrer dos anos, as condições da ferrovia foram se tornando precárias pelo relevo bastante acidentado que dificultava sua manutenção o que levou à sua desativação em 10 de junho de 1979.

No início de sua formação, Barão pertencia ao município de São João de Montenegro o qual, em 1º de dezembro de 1914, transferiu a sede do 4º distrito de Badensberg para Barão elevando-o à categoria de Vila pelo Ato Municipal nº34. Em 1963, Barão foi elevado à segundo distrito, foram surgindo ideias emancipacionistas e a primeira tentativa ocorreu em 1982 quando a consulta popular deu vitória ao ?Não? com uma diferença de 700 votos no plebiscito realizado.

Cabe salientar que as Prefeituras envolvidas realizaram campanhas contrárias à emancipação. Todavia, o movimento reiniciou em 1986 e obteve autorização para a realização do plebiscito em 1987. Finalmente, em 24 de abril de 1988, realizou-se mais um plebiscito que deu vitória ao ?Sim? com 2900 dos 3925 votos. Sua emancipação política administrativa ocorreu em 12 de maio de 1988 pelo decreto lei nº 8365.

Dados do Município

População estimada de 6.202 habitantes (IBGE- 2020));

IDHM: 0,748 (2010)

Gentílico: baronense

Área do município: 124, 113 KM² (IBGE ? 2020)

Distância da capital (POA): 101 km

Limite com os municípios de: Carlos Barbosa (N), São Vendelino (L), Bom Princípio (SE), Tupandi (SE), São Pedro da Serra (S), Salvador do Sul (SO), Poço das Antas (SO), Boa Vista do Sul (NO).


Acesso Rápido

horas

Horário de Atendimento

Segunda a Sexta
07:30 às 11:30
13:00 às 17:00

Contato Rápido

Desenvolvido por Stratton Soluções Públicas 2018 - 2021 ® Todos os Direitos Reservados